Cosanpa: paralisação terça e quarta-feiras

Cosanpa: paralisação terça e quarta-feiras

Na semana passada (12/2) realizamos paralisação de 24h. Hoje é o primeiro dia da paralisação de 48h na Cosanpa. Temos tudo para fazer um protesto forte e participativo. Amanhã, quarta-feira vamos dar continuidade ao movimento em busca do nosso acordo coletivo com os devidos avanços e conquistas.
No dia de ontem, a direção da Cosanpa não chamou o Sindicato dos Urbanitários para negociar as pendências da data-base 2019. Esperamos que o presidente da empresa nos chame hoje (18/2). Caso não haja negociação, vamos implementar a deliberação da categoria, que é parar por dois dias a Cosanpa e em breve planejar a evolução do movimento para quem sabe uma greve por tempo indeterminado.
Os trabalhadores e trabalhadoras estão unidos e mobilizados, bastante conscientes de necessidade da luta, afinal estamos falando de um acordo que está em negociação desde maio de 2019. A categoria aceitou jogar o fechamento do acordo para novembro de 2019, dando um tempo para a empresa ter condições de honrar o percentual da inflação, mas fomos tratados com descaso e não nos restou alternativa senão a paralisação.
Conforme divulgamos, a entidade sindical tomou todas as providências cabíveis para garantir a legalidade do movimento. Vamos à luta! Vamos cruzar os braços contra o descaso da empresa em relação às nossas reivindicações!

Paralisação de 48hs nesta terça e quarta-feiras, 18 e 19/2

Os trabalhadores e trabalhadoras da Cosanpa já se conscientizaram de que serão valorizados e respeitados parando a empresa. Por isso se uniram e realizaram forte paralisação no dia 12 de fevereiro.
Se a direção da Cosanpa não valoriza a mão de obra que tem, vamos parar mais uma vez esta semana mostrando que sem o trabalhador efetivo, não há serviço na rua, nem dentro da Cosanpa.
Sem RESPOSTA ao acordo, nos resta realizar a paralisação de 48hs nesta terça e quarta-feiras, dias 18 e 19 de fevereiro.
As contas e dívidas dos trabalhadores e trabalhadoras crescem a cada mês, abocanhando cada vez mais nossos salários.
Em contrapartida, temos o total descaso da direção da empresa onde labutamos todos os dias, descaso este que se traduz em um acordo que se arrasta desde o ano passado.

SÓ PROMESSAS
A solução foi prometida para o segundo semestre de 2019, quando a nova tarifa refletiria na arrecadação da Companhia. Veio o reajuste da tarifa, chegou novembro e nada. A pedido do Sindicato, aconteceu reunião em dezembro. Um acordo foi acertado em mesa. O presidente prometeu confirmar com o governador, mas já estamos quase no final de fevereiro e nada. Só promessas furadas.

COMISSIONADOS
Em contrapartida, assistimos a diretoria da Cosanpa continuar a contratar comissionados, pessoas indicadas politicamente, nomeadas para cargos em comissão ganhando salários muito acima da média dos efetivos.
O discurso de que a Cosanpa vai mal economicamente cai por terra diante de um gasto da empresa com os comissionados, folha que atende a cerca de 140 pessoas e consome aproximadamente R$ 800 mil por mês (sem falar nas demais vantagens). A conclusão é de que o presidente da empresa não está honrando sua palavra.
Chega de humilhação. Carregamos a empresa, damos o suor para dar continuidade ao serviço, muitas vezes desempenhado sem condições adequadas de trabalho.
Os empregados e empregadas da Cosanpa cansaram de ser desvalorizados. Na semana passada paramos um dia. Esta semana, serão dois dias e assim vamos seguir até conquistarmos aquilo que é justo, direito e devido aos trabalhadores e trabalhadoras. Vamos à luta. Juntos temos força e vamos buscar respeito e dignidade!

NEGOCIAÇÃO
No dia 13/2, o Sindicato enviou ofício à direção da Cosanpa solicitando reunião para negociar a manutenção dos serviços essenciais à população. Até o fechamento desta edição, na tarde do dia 14, a empresa não havia se manifestado sobre nosso ofício. Vale a ressalva de que nosso protesto é contra o descaso da direção da Cosanpa e não contra o consumidor.
AVISO À POPULAÇÃO
O Sindicato dos Urbanitários do Pará, cumprindo o que determina a lei de greve (Lei 7.783/89), no que se refere aos serviços essenciais, publicou no Amazônia Jornal, edição de 12/2, o AVISO À POPULAÇÃO sobre a paralisação de 48hs, a ocorrer nos dias 18 e 19/2.

Previous Next

PARABÉNS AOS TRABALHADORES PELA VITORIOSA PARALISAÇÃO

Forte adesão marca a paralisação de 24hs dos empregados da Cosanpa.
Na semana que vem, paralisação de 48hs, caso não haja acordo
Nesta quarta-feira, 12 de fevereiro, os trabalhadores e trabalhadoras da Cosanpa realizaram paralisação de 24hs. A categoria está de parabéns pela forte adesão ao movimento.
São os trabalhadores e trabalhadoras mostrando à direção da Cosanpa que o cumprimento do que foi acertado em mesa de negociação deve ser prioridade na empresa.
A categoria saiu fortalecida e vitoriosa desse primeiro dia de protesto. Unidos e mobilizados, vamos implementar a deliberação de paralisação de 48 horas nos dias 18 e 19 de fevereiro, caso não haja acordo.
É importante que todos e todas venham com a gente fortalecer essa luta pelo cumprimento do acordo.
Vale relembrar que estamos na luta para que a empresa honre o acordo referente à data-base 2019, momento em que a categoria atendeu o pedido da própria empresa de retomar a negociação em novembro de 2019.
Em dezembro ficou acertado que a proposta seria encaminhada ao governo do Estado para confirmação da implementação do percentual de 5,07% sobre todas as cláusulas econômicas, zerando as perdas do período.
Precisamos nos manter mobilizados e na semana que vem fazer uma paralisação ainda mais forte. Vamos à luta!

HOJE, TODOS e todas Às assembleias Da DATA-BASE

Iniciando a data-base 2020, o Sindicato dos Urbanitários do Pará realizará HOJE, quinta-feira, 13/2, assembleia para definição da Pauta de Reivindicações.
A pauta a ser definida nas assembleias será enviada à empresa para ser objeto da negociação entre as partes.
A assembleia será, às 18h, na sede do Sindicato, em Belém, e nas delegacias regionais, no interior do Estado. Temos que estar unidos e mobilizados em defesa de nossos direitos e interesses. Participe!