Sindicatos mostram no MPT que proposta da celpa equatorial foi rejeitada

Sindicatos mostram no MPT que proposta da celpa equatorial foi rejeitada

Data-base Celpa Equatorial 2019:

Só a luta conquista!

Na quinta-feira, 23, representantes da Celpa Equatorial, atendendo convocação do Ministério Público do Trabalho, compareceram à audiência de mediação para tratar com os Sindicatos (Urbanitários e Engenheiros) da negociação da data-base 2019. Ressalta-se que a empresa compareceu porque as entidades sindicais acionaram o MPT.
Na audiência, que aconteceu pela manhã na sede do MPT, os sindicatos mostraram à procuradora regional do trabalho que a proposta da empresa foi REJEITADA pelos trabalhadores e trabalhadoras, nas assembleias realizados pelos sindicatos no dia 27/12.


TARIFA X SALÁRIOS
As entidades sindicais levaram à audiência estudos mostrando que a Celpa Equatorial pode e deve melhorar sua proposta. Foram apresentados dados comparativos entre a elevação de tarifa, valores referentes à arrecadação, obtenção de lucro e a evolução dos salários, veja quadro no verso.
Diante dos números, o Ministério Público concordou com as entidades sindicais. Mas ainda assim, os representantes da Celpa Equatorial se mantiveram na posição de intransigência. Desta forma, não tivemos acordo.
Contraditoriamente, a direção da empresa insistiu em dar legitimidade a um abaixo-assinado que não tem legitimidade alguma. Sabemos a forma como foi feito esse abaixo-assinado. As pessoas foram praticamente obrigadas a assiná-lo.
As assinaturas foram conseguidas pela empresa a peso de MEDO, tudo para fazer crer que a direção da Celpa Equatorial tem respeito pela opinião da categoria.
Por outro lado, a mesma empresa que busca legitimar um abaixo-assinado, desrespeita a decisão das assembleias, nas quais os trabalhadores e trabalhadoras disseram NÃO à proposta ínfima de aplicar somente 2,55% nas cláusulas econômicas do ACT.


IMATURIDADE
A direção da Celpa Equatorial só aceita decisões que ela considere positivas para ela. Decisões que favoreçam os trabalhadores e trabalhadoras, ela bate o pé e faz birra, age de forma imatura e vingativa prejudicando aqueles que suam a camisa para fazer dela uma empresa tão lucrativa.


Imprimir