Data-base Cosanpa: quase três meses da entrega da pauta e nada de negociações

Na sexta-feira, 7, o presidente da Cosanpa, José De Angelis, durante inauguração do sistema de abastecimento de água de Santarém, falou a um grupo de dirigentes sindicais e trabalhadores da Cosanpa que entraria em contato com o Sindicato para agendar reunião de negociação da data-base 2021. Na ocasião, sindicalistas e trabalhadores protestavam contra o descaso do presidente da Companhia em relação à data-base. Mas até o final desta edição, nada de contato da empresa.
FALTA DE COMPROMISSO
Lembrando que no dia 26 de maio fará três meses da entrega da Pauta de Reivindicações. Um absurdo tanta demora. No diálogo ocorrido em Santarém, De Angelis teve a desfaçatez de dizer que a categoria não estaria precisando de reajuste salarial, pois ganha bem.
DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS
O que o presidente não fala é que ele mesmo se beneficiou do acordo coletivo, tirou proveito da cláusula Auxílio Moradia. Isso mesmo, recebemos denúncia de que o presidente da Cosanpa passou meses recebendo Auxílio-Moradia. Ocorre que foi um recebimento indevido, visto que ele não veio transferido para a capital paraense. Ele é comissionado. O salário dele é de aproximadamente R$ 20 mil. O valor do auxílio é de 30% sobre o salário base, ou seja, ele recebeu cerca de R$ 6 mil de Auxílio-Moradia indevidamente. Denúncias dão conta de que depois de receber por mais de um ano, subitamente o Auxílio “saiu” do contracheque de De Angelis.
CADÊ A DEVOLUÇÃO?
Os/as trabalhadores/as querem saber se ele foi alertado da ilegalidade, se ele devolveu os valores ao erário público ou se vai responder por essa questão, porque quando se trata de trabalhador efetivo, ele é o primeiro a orientar a abertura de processo disciplinar para apurar. E o governador Helder, está sabendo desse acontecimento na Cosanpa?
OUTRA DENÚNCIA
Nas eleições de 2020, fizemos denúncias de comissionados fazendo campanha política em pleno horário do expediente, o que é totalmente ilegal e imoral, cabendo apuração e responsabilização, no entanto, nesses casos, até hoje não soubemos oficialmente de nenhuma providência tomada pela Presidência da Cosanpa. Todos sabemos que os comissionados ganham bem, bem acima da média salarial dos trabalhadores/as efetivos.
POR QUE TANTA DEMORA?
Lembrando que o presidente da Cosanpa chegou a marcar negociação para o dia 20 de abril, mas depois , alegando viagem da diretora de Gestão, desmarcou porém com o compromisso de remarcar nova data, o que não ocorreu até hoje, passados mais de 20 dias. Vamos à luta!