A luta continua contra a privatização da água e do saneamento

A luta continua contra a privatização da água e do saneamento

Como é do conhecimento de todos, desde o golpe de 2016, os governos que tomaram o poder em nosso país estão a serviço de empresas, empresários, a classe rica. Ou seja, os governos Temer e Bolsonaro trabalham contra a classe trabalhadora, contra o povo brasileiro e sobretudo contra os mais pobres. Nesse sentido, o governo Bolsonaro conseguiu aprovar uma lei que visa a privatização da água e saneamento no Brasil. O projeto de Lei 4.162/19 foi aprovado em junho e nesta quarta-feira, 15, foi sancionado pelo presidente Bolsonaro, com alguns vetos.

O Sindicato dos Urbanitários do Pará juntamente com outras entidades de defesa da água pública e de qualidade lutaram contra a aprovação desse projeto, mas infelizmente a maioria dos parlamentares também têm interesse em prejudicar a população mais carente, aprovando a possibilidade de privatização de um bem essencial à vida, a água. Mas não vamos deixar a luta pela universalização da água e do saneamento.

Ao sancionar o projeto, Bolsonaro vetou alguns pontos, inclusive a possibilidade de o que se chama de subsídio cruzado, que é a solidariedade entre os municípios onde mais ricos financiam em parte as obras e serviços para o abastecimento de água e esgotamento sanitário.

A lei sancionada facilita a entrada de empresas privadas no controle e operação dos recursos hídricos e todos sabem que empresas privadas têm obstinação pelo lucro, com aumento de tarifa e precarização do serviço. Vamos continuar defendendo o que é melhor para a população, principalmente os mais carentes. Vamos em frente!


Imprimir