Eles estão apostando no caos para tentar justificar alguma intervenção autoritária. Todo cuidado é pouco, pois eles sabem que a esquerda vencerá as próximas eleições presidenciais.

A Globo News praticamente não trata de outra coisa senão do locaute dos caminhoneiros (muito pequeno, por sinal). Eles querem "inflar" o movimento.
Se a Globo apoia, é sinal de que não é bom para o nosso povo trabalhador. Se a Globo apoia, devemos suspeitar e desconfiar.
Estão inflando esta estranha paralisação (muito pequena, por sinal).
Agora falam que já está faltando combustíveis nos postos e que os supermercados estão ficando sem alimentos para o abastecimento da população.
Pura e deslavada mentira. As rodovias não estão obstruídas e noventa e cinco por cento dos caminhões estão transitando normalmente.
Muito suspeita esta invulgar cobertura jornalística do Sistema Globo, incluindo aí a rádio CBN. O golpe militar no Chile de Salvador Allende começou assim. Aqui, a queda do governo constitucional de João Goulart teve grande contribuição deste segmento empresarial.
A ideia de caos pode servir para tentar justificar alguma medida autoritária, já que o poder econômico (classe empresarial) sabe que vai perder as próximas eleição presidenciais. Eles não têm sequer um candidato viável.
A esquerda não pode contribuir, ingenuamente, para esta situação perigosa, como aconteceu com as manifestações de rua que serviram de "pano de fundo" para o Golpe contra o mandato da ex-presidente Dilma.
Afranio Silva Jardim, professor de Direito da Uerj.