Trabalhadores aprovam pacote da empresa para: data-base 2017, PLR 2017, PLR 2018 e controle de frequência

A diferença foi de 66 votos. A proposta dos Sindicatos obteve 464 votos do total de 995 votantes, já a da empresa, 530
Por maioria de votos (530), os trabalhadores e trabalhadoras da Celpa Equatorial decidiram aprovar o pacote proposto pela empresa para as questões referentes à Data-base 2017, PLR 2017, PLR 2018 e Norma de Controle de Frequência no Trabalho.
As assembleias ocorreram na manhã desta quarta-feira, 17/1, em Belém e regionais.
As entidades sindicais (Urbanitários e Engenheiros), diferente da empresa, sempre respeitam a deliberação da categoria.
A empresa adota uma postura autoritária e não tem entre seus princípios a democracia, preferindo coagir e ameaçar os trabalhadores a optarem pelas propostas que apresenta, por isso já havia avisado via seu informativo que não aceitaria a rejeição de seu pacote.
RESPONSABILIDADE
As entidades sindicais cumpriram o papel em orientar o voto contra a proposta da empresa, pois traz prejuízo aos trabalhadores. Afinal a empresa, com seus lucros exorbitantes, tem plenas condições de oferecer muito mais a quem ela chama de “colaboradores”.
Temos agora que implementar a vontade soberana das assembleias e continuar a luta em defesa dos direitos e interesses dos trabalhadores e trabalhadoras da Celpa Equatorial.
VAMOS EM FRENTE!
Nos cabe ainda congratular a todos e todas que participaram das assembleias. Em breve os Sindicatos irão informar sobre a assinatura e homologação do acordo com a Celpa Equatorial. Vamos em frente! A luta continua!