PLR 2017: empresa que tem lucro milionário tenta reduzir PLR de seus empregados

A Celpa Equatorial, em 2016, superou o lucro da Cemar, que já está no Grupo Equatorial há 13 anos. Seu Ebitda é duplicado a cada ano. Estamos falando do lucro milionário da Equatorial no Pará!
Ainda assim, na reunião do dia 2/10, a empresa teve a “cara de pau” de sentar à mesa de negociação da PLR com os sindicatos para tentar dizer que a sua inaceitável proposta é a “possível” e “dentro do limite”. A comissão de negociação dos sindicatos nem deixou os representantes da Celpa Equatorial terminarem de falar, rechaçamos imediatamente!
Mostramos a mesquinharia da proposta. Repudiamos a tentativa de excluir o Valor de Referência que protege os menores salários. Dissemos não à tentativa da empresa de querer excluir os trabalhadores/as vítimas de acidentes de trabalho do pagamento da PLR e à proposta de tentar reduzir o valor da PLR com a mudança para pior da Régua de Bonificação.
Dissemos à empresa que tentar reduzir a PLR é tentar uma economia muito pequena se compararmos aos números milionários do balanço da empresa! É querer retirar do pouco que os trabalhadores conquistaram com muito trabalho, o que rende cada vez mais lucratividade para o Grupo Equatorial. Dissemos que a proposta em mesa não é aceita pelos sindicatos.
A comissão da empresa ficou de analisar e tentar buscar junto à direção da Celpa Equatorial uma nova proposta, posicionamento que será dado pela empresa na próxima reunião, marcada para 11 de outubro. Fique atento!